A Sociedade, a AIDS e The Normal Heart.

himym_editedNo final de Maio a HBO transmitiu The Normal Heart, filme produzido pela emissora, recheado de artistas de renome ( das séries e das telonas) e que tratou de dois assuntos delicados: AIDS e homossexualismo. Ele foi ponto máximo da minha 23ª semana de filmes e vou falar dele hoje.

The Normal Heart.

normalheartA historia de The Normal Heart se passa na década de 80, onde conhecemos o escritor Ned Weeks (Mark Ruffalo), que se vê próximo dos primeiros casos americanos da AIDS e decide contribuir de alguma forma na conscientização da doença. Só que não se esqueça que estamos na década de 80, onde a comunidade gay era ainda marginalizada e vista como promiscua pela sociedade. Então quando o “cancer gay” chegou o cenário era desolador e a esperança era mínima. O filme aborda os acontecimentos da época, a partir de uma visão crítica das políticas nacionais de sexualidade e da luta de ativistas gays e seus aliados na comunidade médica para expor a verdade sobre o início de uma epidemia que afetou centenas de pessoas e foi ignorada por uma nação que simplesmente fechava os olhos.

THE-NORMAL-HEART01Ned ao perceber que seus amigos estão sucumbindo a doença se alia à médica Emma (Julia Roberts) numa campanha de mobilização e conscientização. Juntos, enfrentam o governo pedindo financiamento para pesquisas e tratamentos e tentam conscientizar uma parcela população da necessidade de maiores cuidados, inclusive no sexo.

Só que a partir do momento em que Felix Turner (Matt Bomer), namorado de Ned, contrai o vírus é uma corrida contra o relógio para a conscientização, para o avanço dos estudos e sobretudo para a continuidade da vida de Felix.

Elenco.

538745_origA primeira vista Mark Ruffalo não me convence com homossexual. Em cenas sérias, com forte apelo emocional ou nas brigas internas da campanha, Mark se mostra um ótimo ator dramático, porém quando ele é forçado a adotar nessas mesmas cenas algum trejeito característico dos gays ele se mostra desconfortável no papel (exemplo disso é a cena onde Ned pede que Felix venha morar com ele que pra mim foi o ápice desse esforço). Porém o companheiro de cena dele, Matt Bromer quebra de vez todos os esteriótipos de galã heterossexual que ele adquiriu na série White Collar, ele esta solto na tela, sendo ele mesmo (pra quem não sabe, Matt é gay) e todo o processo da doença que Felix passa é muito bem executado por Matt.

thenormalheart2Jim Parsons por mais que tenha já interpretado seu personagem nos palcos, vai ser sempre lembrado como Dr.Sheldon Cooper. E eu fiquei varias vezes esperando que ele falasse um “BAZINGA!” entre uma fala e outra, pois o modo de falar naturalmente de Jim é completamente Dr.Sheldon Cooper. Uma pena, pois ele é um bom ator, o fato do publico não conseguir desprender ele do excêntrico nerd vai acabar por prejudicar a carreira de Jim no futuro.

Minha grande surpresa pra esse filme ficou pra Julia Roberts. Ela é o equivalente a a Dra.Eve Sacks de Jennifer Garner em Clube de Compra Dallas só que num nível mais elevado. O personagem de Roberts é forte, e não deixa barato nas poucas cenas onde podemos deslumbrar o bom trabalho da atriz ( a cena onde Emma recebe um não quanto ao financiamento de sua pesquisa é avassalador). E a química entre Ruffalo e Roberts é muito bem explorada em cena.

julia-roberts-600Acho que meu maior mimimi com o filme em si foi a direção, Ryan Murphy. Eu sempre esperava que acontecese duas coisas durante o filme: 1. Que alguém começasse do nada a cantar algo pop.  2. Que surgisse a Jessica Lange e alguém morresse de forma brutal. E se você acompanha, ou já assistiu algum episódio de Glee ou American Horror Story vai perceber jogadas de câmera que Ryan gosta de usar em cenas com grande elenco.

The Normal Heart é um ótimo filme, ele mostra o quanto que a comunidade gay já passou e já lutou pra mostrar que a AIDS não é só uma doença gay e que preconceito nenhum no mundo pode te livrar dessa doença. Para compreender melhor o mundo atual, é indispensável olhar para trás e aprender a própria história, especialmente os bastidores políticos de grandes crises como esta, que deixou profundas marcas na sociedade. Uma geração inteira poderia ter sido melhor cuidada não fosse tamanha má vontade dos governantes.

thenormalheart_posterTitulo: The Normal Heart
Direção: Ryan Murphy
Elenco: Mark Ruffalo, Matt Bromer, 
Julia Roberts, Jim Parsons
Duração: 128 minutos.

 

 

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “A Sociedade, a AIDS e The Normal Heart.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s