Em busca de um grande talvez com John Green.

26486843_640Eu adoro dar livros de presente pras pessoas, mas quando a pessoa que vai ganhar o livro gosta de ler livros que são fora da minha zona de conforto (fantasia, ficção e biografias) eu tenho um colapso nervoso. Além de dificuldade pra achar algo que eu goste, tenho a mania de depois me obrigar a ler o livro em questão pra tirar a prova real de que foi um bom presente.

Então em outubro de 2013 e em fevereiro desse ano presenteei duas amigas com livros do John Green, A Culpa é Das Estrelas e Quem É Você Alasca?. E eu li os livros pelo Kindle, e vou falar sobre eles.

 

A Culpa É das Estrelas.

8544841425_400aa5d498_c_largeEsse foi o primeiro presente e o primeiro livro do John Green que eu leio, assim como 98% das pessoas. Li durante a excursão do show do Metallica em SP, durante a espera do show (sim, o Kindle entrou no Morumbi) e durante a volta pra casa, no caso dois dias.

Já tinha ouvido muita coisa sobre o livro, desde que ele te faz chorar, que é perfeito e que o John Green é o novo fenômeno, que há uns 8 anos atras era o Dan Brown diga-se de passagem.

A escrita do John Green é gostosa de ler, bem despretensiosa e simples (o que caracteriza os livros young adult), o livro é narrativo e tem como protagonista uma garota. Green mergulha bem na vida de uma garota (Hazel Grace) com uma sobrevida difícil por decorrência de um câncer e que descobre que pode ter um pouco de felicidade através do amor, que no livro vem em forma de um garoto também com câncer (Augustus Water).

O livro conta como Augustus, ou Gus, muda o pequeno universo de Hazel através de suas próprias filosofias e como ambos lutam pra superar um inimigo silencioso e poderoso e que assombra o leitor a cada pagina.

20140517_131917Meu único contra desse livro é que apos o grande spoiler (insira o spoiler aqui se você já leu o livro), ele fica um pouco repetitivo, como se o João Verde ( meu apelido carinhoso pro autor) tivesse que enrolar um pouco o leitor, já que depois de fazer o que fez ele percebe que faltam mais paginas em branco do que imaginava.

Confesso que não chorei com o livro, mas o achei muito bonito, ainda mais pelo fato de trabalhar com pessoas doentes. É através desse livro que muita gente pode conhecer um pouco do que é ser um doente, seja ele de câncer ou qualquer outra doença. É uma grande luta pela vida, que é combatida todos os dias, todas as horas. E quem é da área da saúde com o tempo fica meio frio com relação a esse tipo de pessoa, e livros assim de vez em quando faz com que eu me sinta um pouco humana.

E aguardemos o filme.

fault


 Quem É Você Alasca?

alasca1Então vamos falar da minha segunda aventura no mundo do John Green. Esse livro foi o segundo presente e terminei de ler ele essa semana. Demorei um pouco mais pra ler ele, uma semana, por que trabalho ultimamente anda me consumindo todas as forças e a saúde.

O subtitulo “O primeiro amigo, a primeira garota e as ultimas palavras” fazem muito sentido no decorrer do livro, e que definem o Miles, protagonista do livro e narrador da historia.

Miles Halter é um garoto magro, solitário, desprovido de amigos e da companhia de uma garota, fascinado pelas últimas palavras de pessoas à beira da morte. Quando ele encontra a frase derradeira do poeta François Rabelais – “Saio em busca de um Grande Talvez” -, toma isso como uma meta pra vida. E com isso ele vai para um colegio interno onde conhece Chip, ou Coronel, e Alasca Young, uma garota impulsiva, que tem uma biblioteca no quarto e que se torna o amor de Miles. Juntos eles mostram o que é uma amizade pro Miles.

20140517_130647Ele foi bem mais aproveitado por mim que A Culpa é das Estrelas, por que Miles é muito como eu já fui e ainda sou. Acho que todo adolescente tem o momento em que vai atras do seu Grande Talvez, alguns já descobrem o seu rapidamente, outros (eu) levam isso pra vida adulta e continuam a busca.

O livro mostra muito do desenvolvimento de Miles, seus amigos, afetos, e o encontro com a vida e também com a morte. Vi varias lições como, por exemplo, a importância do autoperdão, e até questões religiosas.

O contra que foi dito em A Culpa é das Estrelas também é encontrado nesse livro, porém é a grande jogada do livro em si, então não vejo o grande spoiler (insira o spoiler aqui se você já leu o livro) como algo negativo, mas sim como forma de desenvolver o personagem no livro.


Ambos são otimos livros, me surpreendi com John Green. Eu tinha um pouco de preguiça pro hype todo que foi criado em torno do escritor, mas ele se mostrou um bom escritor pra mim. Tenho ainda pra ler no Kindle O Teorema Kathrine e Cidades de Papel, quem sabe dou de presente pras proximas amigas e leio depois.

E pra finalizar devo dizer que a presenteada com A Culpa é das Estrelas amou o livro, chorou e que esta convocada a ir comigo no cinema para ver o filme. E a presenteada pelo Quem É Você Alasca ainda não leu o livro, mas já falei pra ela que não ler é tempo perdido e que sim ela vai gostar do livro.


A-Culpa-É-Das-EstrelasTitulo: A Culpa é das Estrelas
Editora: Intriseca
Autor: John Green
Paginas: 288
ISBN: 9788580572261
Ano: 2012



imagemTitulo: Quem é Você Alasca?
Editora: WMF Martins Fontes
Autor: John Green
Paginas: 229
ISNB: 9788578273422
Ano: 2010

Anúncios

3 pensamentos sobre “Em busca de um grande talvez com John Green.

  1. AI JOHN GREEEEEEEEEEEEEEEEN

    OK, vou tentar ser racional. De todos os livros publicados dele, eu gosto de:

    a) Alaska
    b) Paper Towns
    c) A Culpa é das Estrelas

    Sendo que B e C estão muito próximos no quesito “amor”. Os outros livros eu achei legal, mas nada de espetacular, tipo Katherine e Deixe a Neve Cair. E Will & Will é legal pela temática, mas tem uns personagem xarope e acho que demora a engrenar.

    MAS ALASKA ♥ :’) :’) :’)
    Um dos meus livros favoritos da vida, sem dúvida.

    BEIJOOOO!

    • Eu to curiosa com O Teorema, por que ele mexe com números e tals (é o que me falam) e Will e Will por que tenho um amigo que ama esse livro.
      Mas vou lendo ele com bastante calma.. ja que to vendo que ele também gosta de uma morte alheia como um certo velhinho (George)…
      Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s